ONG Nossas lança campanha para exigir demissão do Ministro da Educação

Iniciativa surgiu após escândalo com vazamento de áudios do político

Após o surgimento de áudios vazados do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, admitindo priorizar prefeituras cujos pedidos de verbas teriam sido negociados por pastores sem cargos públicos, a ONG Nossas – organização que impulsiona o ativismo democrático e solidário no Brasil – lançou uma campanha para exigir que o governo federal, o Supremo Tribunal Federal (STF), a Procuradoria-Geral da República (PGR) e o Legislativo Federal (Câmara e Senado) tomem uma atitude, demitindo o ministro.

No site da campanha https://bolsolaodomec.nossas.org, qualquer pessoa pode pressionar aos chefes dos Poderes a agir. Os alvos são o presidente da República, Jair Bolsonaro; o presidente do STF, Luiz Fux; o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira; o presidente do senado, senador Rodrigo Pacheco; e o procurador-geral da República, Augusto Aras.

Em apenas 18 horas, desde o lançamento da campanha, mais de 3.200 apoiadores já pressionaram as autoridades públicas através do site. Qualquer pessoa pode preencher seus dados e clicar em “Pressionar” – quando ela faz isso, a plataforma do NOSSAS dispara uma série de e-mails para as autoridades cobrando resposta.

Nas gravações divulgadas pela imprensa, o ministro diz que houve um pedido especial do governo federal para atender os pastores. Os líderes religiosos não possuem relação de trabalho com as prefeituras e não são servidores públicos, mas as informações apuradas por veículos de mídia dão conta de que, mesmo assim, eles tratavam do repasse dos recursos.

“Ainda é preciso aguardar que a Justiça se manifeste se há ou não crime, mas é absurdo que o Brasil tenha um ministro que esteja sob suspeitas deste tipo e ainda ataque diariamente a educação”, diz Rafael Sampaio, diretor de Campanhas do NOSSAS.

Sobre Nossas

Uma organização sem fins lucrativos, comprometida com o fortalecimento da democracia, da justiça social e da igualdade no Brasil. Há mais de dez anos desenvolvendo projetos, táticas e estratégias de mobilização e solidariedade pelo país inteiro: https://www.nossas.org/

Fonte: RPM Comunicação – Foto: Reprodução Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mendonça pede vista e suspende julgamentos de Moraes contra Bolsonaro