Briga por voto começa na polícia

Começou o tiroteio verbal entre forças de segurança de Brasília. O pano de fundo são as eleições de outubro. De um lado, a Polícia Civil, que diz ter muita bala na agulha; de outro, policiais e bombeiros militares, que prometem apagar bravatas e qualquer incêndio que surja no decorrer da eleição. No meio dessa cizânia, o coronel Alberto Fraga,  principal figura política da PM, que entrou na mira de Alex Galvão, presidente do Sinpol, fiel escudeiro de Ibaneis Rocha. Fraga diz que o governador humilhou e desprezou a PM e Bombeiros ao priorizar benefícios para os policiais civis. Galvão, com o dedo no gatilho, dispara: “Isso acontece com a proximidade do período eleitoral, (quando) representantes políticos da Segurança Pública adotam posicionamentos equivocados, polêmicos e repletos de desinformação para angariar votos nas bases. Entretanto, discursos como esse em nada contribuem para as corporações, apenas incendeiam conflitos que desviam o foco do que é essencial às instituições: a valorização do servidor das Forças de Segurança”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ibaneis estuda atender 80 mil famílias no DF com o Cartão Prato Cheio