Semana será a mais gelada do ano até agora no Brasil

Sudeste e Centro-Oeste vão experimentar frio intenso, com temperaturas entre 0°C e 5°C e geada; Sul do Brasil pode ter neve em dois dias

O período entre 16 e 22 de maio de 2022 será marcado por intenso resfriamento sobre muitas áreas do Brasil. Uma nova massa de ar frio de origem polar se espalha sobre o país causando uma forte queda da temperatura no Sul, no Sudeste e no Centro-Oeste. Mas de forma menos intensa, o ar frio vai chegar até a região de Rondônia, do Acre e do sul do Amazonas, e também no sul do Pará, sul do Tocantins e no oeste e sul da Bahia.

Esta semana será a mais fria do ano até agora para a maioria das áreas do Sudeste e do Centro-Oeste do Brasil. Para o Sul do Brasil também é esperado um frio intenso, mas que não deve ser incomum para maio.

A menor temperatura registrada no Brasil em 2022, segundo o Epagri/Ciram foi de 1,6°C negativos em 15 de abril, nas cidades de Urupema e Bom Jardim da Serra, ambas na serra catarinense.

Geada no Sudeste e no Centro-Oeste

Para maio, o frio será especialmente intenso no Sudeste e no Centro-Oeste, que poderá ocasionar geada em lugares que não têm este fenômeno todos os anos. Esta semana será uma situação excepcional. Mato Grosso do Sul, sul de Goiás, São Paulo, Sul d e Minas e Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba devem registrar geada no fim desta semana.

Temperaturas um pouco abaixo de 0°C são possíveis no Sul de Minas Gerais e entre 0°C e 5°C no interior paulista, no Triângulo/Alto Paranaíba, em Goiás, no Distrito Federal, em Mato Grosso do Sul, além dos estados da Região Sul

De acordo com o agrometeorologista da Climatempo, Celso Oliveira, várias culturas ficam vulneráveis com os eventos de geada previstos para esta semana. 

“De uma forma geral, milho safrinha, cana de açúcar, laranja, café e pastagens vão sentir o efeito da geada e das temperaturas muito baixas. O efeito mais danoso será sobre os hortifrutis”

Recordes de frio

A onda de frio desta semana será a mais intensa de 2022, até o momento. Todas as capitais dos estados do Sul, do Sudeste, do Centro-Oeste e possivelmente do Acre e de Rondônia devem registrar novos recordes de baixas temperaturas para este ano

Neve

A presença do ar muito frio de origem polar e a grande dose de umidade que um ciclone extratropical vai jogar para o Sul do Brasil vão possibilitar a ocorrência de de neve em áreas dos três estados.

Mendonça pede vista e suspende julgamentos de Moraes contra Bolsonaro