Pacheco critica manifestações pelo fechamento do STF

Presidente do Senado diz que manifestações populares são expressão da democracia, mas se opõe a protestos que considera antidemocráticos

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), criticou, em suas redes sociais, manifestações “ilegítimas e antidemocráticas, como as de intervenção militar e fechamento do STF”. Hoje, atos organizados por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) pediram “destituição” de ministros do Supremo Tribunal Federal.

Em sua postagem, Pacheco disse que “manifestações populares são expressão da vitalidade da democracia. Um direito sagrado, que não pode ser frustrado”, e reforçou que o 1º de Maio, Dia dos Trabalhadores, sempre foi marcado por reivindicações no Brasil. “Isso serve ao Congresso, para a sua melhor reflexão e tomada de decisões”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Alexandre de Moraes exalta urnas e firma posição combativa do TSE contra fake news