CCBB traz debates sobre os cem anos da Semana de Arte Moderna de 1922

Para celebrar o centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, o Centro Cultural Banco do Brasil apresenta o projeto Contingências Antropofágicas / 100 anos depois de 22 que acontece no CCBB Brasília nos dias 5, 6 e 7 de maio, às 19h30. Presencial e com entrada gratuita, o seminário tem o patrocínio do Banco do Brasil, e chega em Brasília depois de passar por São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Durante todos os debates haverá tradução simultânea em libras, e após o evento os participantes que estiveram presentes em pelo menos duas palestras, vão receber um certificado digital das atividades. 

Com idealização do escritor e Mestre em Artes Visuais Valdo Resende, curadoria e mediação da jornalista Katia Canton e produção da Kavantan & Associados, de Sonia Kavantan, o debate propõe reflexões sobre os contextos sócio-históricos que deflagraram a concretização do movimento ocorrido entre os dias 13 e 17 de fevereiro de 1922, no Theatro Municipal de São Paulo. O seminário aborda, ainda, as influências da primeira etapa do modernismo na arte desenvolvida hoje em dia, além de investigar a busca por uma identidade brasileira por meio da arte. Estarão no foco da discussão as contingências em três aspectos – Histórico, Estético e Humano. 

Programação CCBB Brasília

5 de maio, quinta-feira, 19h30 – Contingências sócio-históricas: O significado da semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Alexandre de Moraes exalta urnas e firma posição combativa do TSE contra fake news