Coronel acusado de estupro perderá cargo na PMDF

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), que investiga o caso, informou que Edilson foi transferido do hospital particular em que estava

O coronel da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), Edilson Martins da Silva, de 47 anos, preso no último sábado (09), e autuado pelo estupro de um rapaz de 21 anos, será exonerado do cargo que ocupa na Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). O homem é diretor de Apoio Logístico e Finanças, do Departamento de Logística e Finanças, do Comando-Geral da PMDF.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), que investiga o caso, informou que Edilson foi transferido do hospital particular em que estava, na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). O homem foi parar lá após alegar mal-estar, surto psicótico e um machucado na cabeça.

O coronel nem sequer chegou a ser encaminhado para o Núcleo de Custódia Policial Militar (NCPM). Isso não foi feito, pois assim que passou no exame de corpo delito do Instituto de Medicina Legal (IML), Edilson alegou as condições físicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ibaneis estuda atender 80 mil famílias no DF com o Cartão Prato Cheio