Furto de carro por hackers chega ao Brasil após virar epidemia na Europa

Há pouco mais de dois anos a explosão de uma nova modalidade de furto de veículos no Reino Unido e na Europa vinha sendo alertada: hackers se aproveitavam de vulnerabilidade na segurança do sistema de chave presencial “keyless” para abrir a porta, dar partida no motor e levar em segundos carros equipados com essa tecnologia.

Na ocasião, conversamos com um brasileiro, morador de Londres, que teve seu Land Rover furtado na frente de casa dessa forma. Hoje, a prática criminosa já chegou ao Brasil, onde praticamente a cada semana surgem relatos de novas vítimas.

Reportagem da RecordTV veiculada no último domingo (3), inclusive, mostra o furto de duas unidades do Jeep Compass equipadas com sensor de chave.

Quinto veículo mais vendido do País, o SUV da Jeep não é o único modelo sujeito a esse tipo de furto, chamado por especialistas de “relay attack”.

Os bandidos agem sempre em dupla: o primeiro carrega na mochila um dispositivo que “rouba” o código da chave presencial e o transmite para outro aparelho, que pode ser um smartphone com software específico. Com esse dispositivo, o segundo bandido, posicionado ao lado do automóvel, consegue destravar as portas, entrar na cabine e escapar com o carro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

43% dos beneficiários do Auxílio Brasil estão inadimplentes