‘Tragédia o que a gente está vivendo’, diz Lázaro Ramos após impasse com Ancine

Diretor do filme ‘Medida Provisória’, que estreia no dia 14 de abril, criticou demora de um ano da agência para autorizar exibição do longa

O público brasileiro poderá, enfim, assistir ao primeiro filme dirigido por Lázaro Ramos – que marcou gerações dando vida a personagens icônicos, como o Foguinho de ‘Cobras e Lagartos’, mas acumula diversas expertises na arte. A estreia de ‘Medida Provisória‘, prevista para 14 de abril, tem o sabor agridoce da vitória.

O filme, gravado em 2019, teve estreia adiada duas vezes. Em entrevista coletiva realizada na quarta-feira, 30, em Salvador, Lázaro explicou que passou um ano esperando a autorização da Agência Nacional de Cinema (Ancine) para mudança na empresa responsável pela distribuição do longa. Sem isso, não teria como programar a exibição de ‘Medida’ nos cinemas brasileiros.

“Foi um ano esperando uma assinatura, depois que uma pessoa do governo que, sei lá, quer se fazer relevante através do trabalho dos outros, puxou boicote para um filme que não assistiu, falando que o filme foi feito para falar mal do tal Messias, o tal presidente da República. E não foi feito para isso, porque o filme foi escrito muito tempo antes”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mendonça pede vista e suspende julgamentos de Moraes contra Bolsonaro