Servidora atropelada não compareceu a audiência

Segundo defesa, a vítima Tatiana Matsunaga, de 41 anos, foi dispensada por “não possuir condições de falar”

A pedido da defesa, a servidora pública Tatiana Matsunaga, de 41 anos, atropelada após uma discussão no trânsito, foi dispensada da primeira audiência sobre o caso que ocorreu nesta quarta-feira (30). A dispensa foi concedida pelo juiz, em concordância com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), de acordo com o advogado de defesa da servidora, Frederico do Valle Abreu.

Tatiana foi atropelada pelo advogado Paulo Ricardo Moraes Milhomem, e após longo período em estado grave, segue em tratamento. A servidora pública apresenta sequelas neurológicas. O diagnóstico consta em um laudo apresentado à Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ibaneis estuda atender 80 mil famílias no DF com o Cartão Prato Cheio