Petição pede que morador que agrediu síndico perca registro profissional

A defesa do síndico Wahby Khalil, 42, agredido no prédio em que mora pelo professor de artes marciais Henrique Paulo Sampaio Campos, 49, por causa de uma discussão envolvendo um saco de boxe na academia coletiva do condomínio, abriu hoje uma petição pública pedindo que a licença profissional do educador físico seja revogada.

O pedido, assinado pelo escritório do advogado de Khalil, Edson Alexandre, foi redigido após uma manifestação de síndicos na frente do condomínio onde os envolvidos moram, na última segunda-feira (21). Por volta das 20h15 de hoje, ele concentrava mais de 190 assinaturas.

A petição, destinada à presidente do CREF (Conselho Regional de Educação Física), Nicole Christine, conta que a violência cometida por Henrique foi por “motivo fútil”, lembrou que a vítima ficou internada e citou trechos do estatuto da categoria para pedir duas sanções contra o profissional: a censura pública e o cancelamento do registro profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mendonça pede vista e suspende julgamentos de Moraes contra Bolsonaro