Máfia dos Concursos: PCDF cumpre mandados de busca e apreensão no DF

Nos anos de 2015 e 2017, os investigados teriam comprados vagas nos certames do INSS, da Agência Nacional dos Transportes Aquaviários, Ministério Público da União, Defensoria Pública da União e do Ministério das Cidades

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF deflagrou, na manhã desta quinta-feira (24), a 8ª fase da operação que investiga a Máfia dos Concursos, onde alguns servidores públicos teriam pagado para conseguir vagas em órgãos federais.

São 125 policiais nas ruas, tanto no DF, quanto em Minas Gerais, Ceará e no Goiás, cumprindo 25 mandados de busca e apreensão. A operação é realizada pelo Departamento de Combate ao Crime Orgazinado e à Corrupção.

Os servidores investigados teriam comprados vagas nos concursos do INSS, da Agência Nacional dos Transportes Aquaviários, Ministério Público da União, Defensoria Pública da União e do Ministério das Cidades, que ingressaram nos quadros dos órgãos nos anos de 2015 e 2017. Os mandados são colhidos na casa dos servidores envolvidos.

A investigação da Máfia dos Concursos começou em 2016, quando a PCDF descobriu as fraudes nos concursos públicos da Secretaria de Saúde do DF e também no Corpo de Bombeiros Militar do DF. Em fase seguinte, chegou a novas ilicitudes no certame do Supremo Tribunal de Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mendonça pede vista e suspende julgamentos de Moraes contra Bolsonaro