Cursos gratuitos apoiam jovens que saem do Ensino Médio com planos de ingressar na carreira militar

Em decorrência do atual cenário pandêmico, a realidade socioeconômica do país vem se mostrando cada vez mais crítica para os mais jovens. Segundo a pesquisa Pnad Contínua do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), referente ao 4º trimestre de 2021, jovens de 18 a 24 anos sem ocupação correspondem a 30,8% do total. Para os recém-formados no Ensino Médio, os desafios foram ainda maiores para ingressar no ensino superior pelo ENEM, maior porta de entrada no país. Nesse sentido, muitos deles têm encontrado em cursos gratuitos uma oportunidade de entrar nas carreiras militares.

“A pandemia prejudicou a economia e pensei que o serviço público seria mais interessante nos curto e médio prazos para me trazer estabilidade financeira”, conta o estudante de Maracanaú, no Ceará, Lucas Lourenço.

O coordenador de carreiras do AlfaCon Concursos, Rogério Dal Piva, concorda quanto às possibilidades de benefícios que jovens podem ter em carreiras militares como estabilidade financeira, plano de carreira e até mesmo cursos de formação em Engenharia, por exemplo. “O jovem ganha um salário ainda em formação, além de alojamento, alimentação, saúde, entre outros benefícios. Em uma faculdade, raramente ele concluirá ganhando 5 mil reais, a média de salário que esses concursos oferecem”, afirma o especialista.

A estudante Roberta Peres, 19, de Pelotas (RS), afirma que tentou entrar no ensino superior por meio do Enem três vezes, sendo a última aprovada em odontologia pela UFRGS. Ela, no entanto, não pretende ingressar na faculdade; atualmente, estuda para o concurso da Escola de Sargentos das Armas (ESA).

“Em odontologia, eu não teria garantia de futuro ou estabilidade nenhuma. Seriam 5 anos sem saber como me sustentar, sem contar os gastos com materiais, transporte e muito mais. Passando no concurso, essa estabilidade é imediata”, explica a jovem.

Lucas Lourenço, 19, de Maracanaú, Ceará, estuda online para concursos militares pelo curso “SOU+” do AlfaCon Concursos.

O coordenador também conta que as forças armadas oferecem direitos que o setor privado não tem, como aposentadoria integral (o militar leva para a reserva o salário que recebe em serviço) e auxílios que se somam à remuneração. “Não há outra área em que isso ocorra. Assistência médica, odontológica, psicológica, familiar, até auxílio funeral para membros da família é possível garantir”, diz.

A principal alternativa dita por eles e por outros estudantes tem sido procurar por cursos preparatórios que oferecem gratuitamente algumas apostilas e até mesmo aulas ao vivo. “Há muito conteúdo sendo transmitido, ao vivo, pela internet por professores ou cursos preparatórios”, afirma. O próprio AlfaCon possui aulas completas e eventos gratuitos em seu canal do YouTube.

Concursos militares em ascensão

Assim como eles, outros jovens têm encontrado nas carreiras militares uma oportunidade de conseguir renda e desenvolvimento profissional. Diferentemente de outros concursos públicos, instituições como ESA (Escola de Sargento das Armas), EsPCEx (Escola Preparatória de Cadetes do Exército) e EEAR (Escola de Especialistas de Aeronáutica) oferecem vagas de emprego para pessoas a partir dos 16 anos, semestralmente.

A ESA está com inscrições abertas até o dia 05 de abril para 1.100 vagas. Os interessados devem acessar o site da instituição e pagar uma taxa no valor de R$ 95,00. A prova será objetiva acontece no dia 09 de setembro. A EsPCEx também abriu edital para suas 440 vagas com formação em 2023. A prova acontecerá no dia 18 de setembro.

Primeiros passos

Aos jovens que desejam estudar para carreiras militares, Rogério aconselha: “Experiência de concurso é não desistir. Saiba para qual carreira militar você vai estudar e faça um planejamento, se dedique e tenha propósito na escolha que fez, o esforço será recompensado”.

Outra dica que pode ajudar é a construção de um cronograma de estudos, separados pelas áreas de conhecimento. Leve em consideração a proporção de temas que serão cobrados na prova. “Se a pessoa trabalha, pense em uma rotina entre duas a três horas de estudo por dia”.

Sobre o AlfaCon (www.alfaconcursos.com.br): Referência na preparação para Concursos Públicos no Brasil, o grupo atua também com a Editora AlfaCon, que produz materiais didáticos próprios, com mais de 100 títulos em catálogo. Ao longo de sua história, o AlfaCon soma mais de 179 mil aprovações para os concursos das áreas Policial, Administrativa, Tribunal e Militar. Hoje, além do online, o AlfaCon possui uma sede para estudo presencial em Cascavel, no Paraná.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Datafolha: Eleitor de Bolsonaro desaprova STF e não foge de discussão virtual