Dia da Mulher com diálogo, beleza, música e saúde no DF

Venâncio Shopping e DF Plaza convidam as mulheres para comemorar o dia; eles divulgaram programação que será gratuita

Venâncio Shopping

O Venâncio Shopping dedica no início de março, mais uma vez, uma semana para discutir temas voltados às causas da mulher. Difundir o respeito à igualdade e equidade de gênero, abordar possibilidades profissionais, emocionais e estruturais em prol do real significado de empoderamento, discutir independência financeira; fortalecer a rede de apoio a quem não aceita sentir dor em troca de relacionamento, são pautas que permeiam a programação de rodas de conversa, que este ano serão realizadas entre 7 e 11 de março, sempre às 12h30, na Praça Central,  com acesso livre.

Além da programação de diálogos, o VENÂNCIO MULHER inclui também apresentações musicais orquestradas. Na abertura, a Banda Sinfônica da PMDF e para o encerramento, o Quinteto Elas,  da Orquestra Filarmônica de Brasília.

O evento conta com o engajamento não só do shopping, mas de parceiros que sempre comparecem para colaborar com causas importantes, entre eles o Grupo Mulheres do Brasil e a PMDF.

“Nossa função social neste espaço democrático é promover um momento de conexão, com informação qualificada, apoio e encorajamento através de incentivos práticos e histórias inspiradoras. Muitas das mulheres presentes neste evento, são aquelas que constroem a nossa cidade de forma singular, a partir de muito trabalho, coragem e  amor. Esta é uma oportunidade de agregarmos parceiros–, mulheres, homens e comunidade–, sendo um fórum para continuarmos conversando sobre as dores, alertar sobre as lutas, a violência, homenagear as vitórias e denunciar as discriminações, desigualdades e os muitos desafios que ainda temos que vencer”, afirma o superintendente do Venâncio, João Marcos Mesquita.

Foto/Reprodução

Programação

Abertura:

07/03, às 12h30 – Banda Sinfônica da PMDF

Rodas de Conversa

08/03, às 12h30 – Violência Contra a Mulher

A conversa será sobre a violência contra mulher, os aspectos culturais e sociais que levam homens e mulheres a viverem esse ciclo, os dados estatísticos e o que podemos fazer para mudar esse cenário ainda tão dolorido na nossa sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mendonça pede vista e suspende julgamentos de Moraes contra Bolsonaro