Só Reparos: um exemplo a ser seguido

Quando Brasília ainda engatinhava no quesito lojas de materiais de construção, a Só Reparos invadiu a rotina brasiliense com materiais para pequenos reparos para casa. Hoje, aos 30 anos, ela arrasta Brasília em peso para os corredores de suas lojas, em especial no SIA, oferecendo o que há de mais moderno para ambientes 

 O relógio marca três horas da tarde. O calor está insuportável. Hannah de Assis estaciona o seu carro e segue a passos acelerados rumo ao interior da loja. “Ufa, aqui o clima está melhor”, diz ela antes de encontrar sua arquiteta e começar uma mini-maratona de compras de materiais para o acabamento de sua casa, um pequeno “palacete” cravado em área nobre de Brasília. “Sabe o que é mais louco?”, pergunta ela à repórter. “Não consigo nem imaginar deixar essa atividade nas mãos de alguém. Eu adoro ver as opções de pisos, escolher os revestimentos, analisar as tintas”, comenta. “E fazer tudo isso em um lugar agradável como esse fica ainda melhor”, diz. 

E o lugar escolhido por Hannah atende pelo nome de Só Reparos, uma espécie de maison para assuntos de construção e reforma, situada no SIA. E o lugar escolhido – basta observar ao redor – não foi uma escolha apenas de Hannah. Bípedes vindos dos lugares mais distintos de Brasília chegam a cada minuto à loja Só Reparos com um objetivo semelhante: deixar nos trinques a casa ou seja qual for o ambiente.  Para atender a expectativa de clientes tão exigentes, a marca dispõe de uma enorme gama de produtos, de revestimentos ao detalhe mais simplório de um ambiente.

E tudo – pelas palavras de clientes da linhagem de Hannah de Assis – com “uma qualidade pouco vista em empresas do mesmo segmento”. Ao que se deve essa força da marca? Segundo diz o próprio lema da Só Reparos, ao trabalho de “encantar o cliente” com o que há de mais superior em atendimento e produtos.

E que atendimento… E que produtos incríveis… Os vendedores são de uma simpatia e educação pouco vistas em lojas do mesmo gênero. Esta repórter que vos escreve passou por cliente oculta para a feitura desta matéria. Foi recepcionada, foi atendida, foi entendida e… ficou encantada. Vendedores e produtos fazem juntos uma equipe incrível. O difícil é sair dali sem comprar nada.

A tarefa de encantar o cliente  

A escalada da marca Só Reparos rumo ao ideário dos brasilienses acontece desde sua inauguração, em 1990, quando abriu as portas para atender o público da Asa Norte de Brasília com produtos para pequenos reparos de uma casa. De lá pra cá a marca transformou-se em um colosso da construção. Para se ter ideia, hoje são 3 lojas Só  Reparos, 2 depósitos, uma frota de 26 caminhões e pouco mais de 260 colaboradores. Números grandiloquentes para sonho de dois empreendedores que deram vida a Só Reparos para ser a melhor loja de materiais de construção e acabamentos da cidade.
 
E conseguiu? Pela avaliação dos próprios consumidores dos produtos da loja, sim. É difícil a tarefa de encontrar um só cliente insatisfeito com a atuação da Só Reparos. Com isso, a marca espoleta que encantara Brasília com seu atendimento qualificado e autenticidade veio a se tornar sinônimo de qualidade na Capital. E toda essa qualidade – para o júbilo dos clientes e de todo um setor – está no SIA, mais precisamente no Trecho 1 do SIA.

Para Hannah, a Só Reparos é um exemplo a ser seguido. “Imagina se o nosso país proporcionasse condições econômicas e fiscais melhores ao nascer, crescer, sonhar e competir das empresas. Teríamos outras tantas Só Reparos da vida em cada bairro. Como não temos um país assim, que bom que podemos contar com a Só Reparos para nos atender”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Alexandre de Moraes exalta urnas e firma posição combativa do TSE contra fake news