O mel de abelha brasileiro é o melhor e mais usado na alta gastronomia

Marvin Akbari, italiano e embaixador de produtos de alto padrão, comenta sobre o uso do mel brasileiro dentro do mercado de luxo

O Brasil é um país de dimensões continentais, um dos principais produtores de produtos agrícolas e referência internacional em exportação de produtos como soja, milho e cana de açúcar. Porém, existe uma outra preciosidade produzida em solo brasileiro que pode acabar passando despercebida pelos consumidores do país: o mel. De acordo com o italiano Marvin Akbari, embaixador de produtos de alto padrão, o mel de abelha brasileiro é extremamente bem quisto no mercado de luxo, principalmente advindo de pequenos produtores. “ O ecossistema que envolve toda a cadeia, desde os pequenos produtores até os chefs mais renomados que apresentam e valorizam estes produtos, está em constante evolução, atraindo sempre mais o interesse em conhecer o que o Brasil oferece”, afirma.

De acordo com ele, muitos dos chefs renomados já tornaram o mel de abelha brasileiro a estrela de seus principais pratos. “Dentre os produtos de abelhas nativas, o de Jataí é o mais conhecido e fácil de encontrar, mas é fascinante como se abre um mundo quando vamos conhecer outros ‘meles de terroir’. Eles se chamam assim justamente porque o mel traz as características de cada território, em cor, aroma e sabor”, detalha.

O embaixador acredita que é possível criar uma verdadeira experiência ao tornar os meles parte de uma viagem gastronômica. “Cada um conta a história de uma região. O Mandaçaia por exemplo tem um pouco de acidez e é já um mel que mostra a grande diferença no paladar e na textura comparado com um mel tradicional. O Borá, por sua vez, deixa quase um retrogosto de rançoso no fundo e é um dos meles mais utilizados pelos Chefs mais renomados”, afirma.

O universo de uso do mel de abelha brasileira é ainda jovem, mas apresenta um crescimento rápido e para Marvin Akbari, ainda há muito o que ser explorado. “A extensão e a diversidade territorial do Brasil proporcionam um mundo de possibilidades quando falamos de produtos para gastronomia. Não duvido que possa surgir uma nova profissão como sommelier de meles. Existem na real já alguns profissionais atuando como experts da área e isso tem tendência a crescer”, idealiza.

Sobre Marvin Akbari 

Marvin Akbari, mais conhecido como Marvin Wanderlust, é italiano, engenheiro civil formado na Politécnica de Milão, já empreendeu em vários países como Chile, Itália e Estados Unidos. Nascido e crescido em Milão, Marvin é o fundador da C’est La Vie Produções, uma empresa especializada em eventos diferenciados para o público de alto padrão e luxo aqui no Brasil. 

O empresário foi vencedor do 1º prêmio de melhor branding Startup Institute na competição lançada por Tom Hughes, em 2015, além de já ter trabalhado com grandes marcas como Google, Samsung, Airbus, Azimut Yatchs, entre outras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Alexandre de Moraes exalta urnas e firma posição combativa do TSE contra fake news